Quem sou eu?

Não querendo iniciar um discurso filosófico cartesiano: Eu penso, logo existo ou shakespeariano: Ser ou não ser, eis a questão, sou uma cidadã portuguesa, feliz por o ser e desejando que o país vá mais além.
Neste blog, poderá haver de tudo… Sou uma mulher, logo vivo em multidimensão. Pensamos em algo e, de seguida, pensamos no jantar, como acabar com a fome no mundo e onde será que guardámos o recibo da lavandaria.
Porquê este nome do blog se não tem uma dimensão política? Precisamente por isso… Tenho liberdade de me expressar graças a um 25 de abril que aconteceu antes de ter nascido. Sou mulher e como mulher tive possibilidade de estudar, ir para fora, tomar opções que de outra maneira não teria tido.
Estou grata aos que lutaram por essa opção. Em relação aos desamores e tristezas… A revolução não é só cravos, também teve rosas com muitos espinhos. Houve muitos que sofreram com a vinda abrupta de África e ainda hoje sofrem. Houve quem tivesse tido problemas na altura. Mas, sim, estamos melhor hoje…
Sou mãe, esposa, mulher, filha, neta, pensadora, criadora, persistente, teimosa, resiliente. Sou eu!

Leave a comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *