Os FILHOS estão de FÉRIAS, e os PAIS?

Pensando bem na resposta, esta deveria ser “SIM!”. Finalmente, os pais também podem usufruir de umas bem merecidas férias escolares. Não há mais trabalhos manuais à última hora; questões que os programas escolares contemplam, que não lembram a ninguém; preparação para as provas; mochilas e lanches a verificar/preparar; trabalhos de casa ao metro; apresentações dignas de um informático … pais, tal como os filhos, merecemos umas férias (escolares). Mas a escola não são só professores e tarefas. A “escola” também é algo a não descurar durante as suas férias: uma leitura diária, saídas culturais; jogos e brincadeiras; atividades físicas e desportivas.

Agora em família, a “escola” é outra. Quando possível, proporcionamos momentos de leitura (livros, revistas, jornais); verem e discutirem a atualidade em conjunto. Efetuar saídas culturais há muito aguardadas à biblioteca local, cinema, museu, exposição ou até a um arraial; assistir a um teatro,  concerto,  festival ou uma das atuações ao ar livre; implementar a noite dos jogos (Monopoly, Party, Pictionary, Quem é Quem, Wii,Playstation) e/ou planear maratonas de filmes (Guerra das Estrelas, Indiana Jones, Pirata das Caraíbas). Realizar caminhadas, passeios à praia, rio, parque; assistir a atividades desportivas (Europeu de Futebol, Wimbledon, Jogos Olímpicos 2016, Jogos Paralímpicos 2016, Grande Prémio MotoGP e F1), inscreverem-se numa atividade física (natação, surf, bodyboard, ténis, squash, padel).

Por último, tal como advogado em muitas escolas modernas, deixaremos ser eles a tomar as rédeas da sua aprendizagem, aprenderem a tomar iniciativa, atuar de forma responsável e porem as mãos na massa (literalmente): prepararem o pequeno-almoço especial (panquecas, waffle, bolo da caneca), os almoços volantes (sandes mistas, limonadas e saladas de fruta), ou as pipocas para as maratonas de filmes … assim, esta escola também consegue ser divertida.

Advertisements
%d bloggers like this: