Lion — A Longa Estrada para Casa

Preparem os lenços de papel… Levem as vossas amigas e amigos que vos deixam chorar à vontade e não vos julgam… Levem uma garrafa de água para hidratação!

Chegou o filme que ganha o Oscar de mais emotivo do ano. Em primeiro lugar porque é baseado numa história verídica e isso toca-nos sempre um pouco mais. Ao ver aquela criança de 5 anos sozinha no meio de Calcutá a ser perseguido por criminosos, só pensava: os nossos filhotes não sobreviveriam a isto.

Depois, precisamente por ser uma criança que sofre e que se transforma num adulto com vários problemas a precisar de resolver. A obsessão em conseguir encontrar a sua mãe biológica e a forma como ele mostra tentar equilibrar a relação com a mãe adotiva, procurando não a magoar, estão magnificamente retratadas no filme.

A história, como já perceberam, conta como Saroo se perdeu quando tinha 5 anos, sobreviveu a uma Índia inóspita e cruel para os mais novos (e, se calhar, mais velhos também), até ser adotado por uma família da Tasmânia que o ama incondicionalmente. Mais tarde, as suas memórias de infância perseguem-no até ele conseguir encontrar a sua família biológica.

lion

É um bom filme, tem uma boa banda sonora e os cenários são maravilhosamente exóticos. No entanto,não consigo deixar de pensar no horror do tráfico humano ou das condições de trabalho desumanas em países como a Índia ou o Bangladesh. Mas este desabafo que não vos desmotive… Apenas que reflitam sobre as nossas escolhas!

Não se esqueçam das cenas finais – são lindas! Se têm alguma curiosidade, let’s look at a trailer aqui.

Advertisements

4 comments

  1. Sandra gomes · ·

    Pelo que dizes…nao posso ver esse filme…improprio para mim.

    Liked by 1 person

    1. Não choras? Eu fui com o adolescente – ele comportou-se lindamente ao lado de uma mãe chorona 😀

      Like

  2. Sandra gomes · ·

    Sou uma madalena carpideira! E deixo me levar pelos males do mundo.faz me mal

    Liked by 1 person

    1. Talvez gostes mas fiques sem vontade de comprar roupa Made in Bangladesh… e pensares como mudar o mundo. O filme está muito bom! Beijinhos 🙂

      Like

%d bloggers like this: