Viver em Portugal (VIP) – Outdoor LX

Com o tempo a melhorar de dia para dia, com as temperaturas a subir, as caminhadas, passeios a pé ou de bicicleta, corridas, atividades ao ar livre, picnics, jogos de bola, idas à praia … já convida a saídas com os filhos, sobrinhos ou afilhados. As nossas delícias em espaços verdes e azuis para ir à descoberta, picnics, saídas a pé ou de bicicleta … porque viver na/perto da capital não é só betão.

 IMG_20170318_111715

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo e o Parque Urbano da Póvoa de Santa IriaVencedor dos ArchMarathon Awards 2015 na categoria Paisagem e Espaços Públicos”. Desde a estação de comboios de Alverca até alcançar os Parques é um passeio ou vários passeios a explorar abençoados por uma paisagem, fauna e flora deslumbrantes. Apetrechados com lanche, água, boné e protetor solar, excelente local para explorar a péou de bicicleta, este passeio proporciona atividades de lazer que incluiparque de merendas, zonas desportivas, e diferentes locais a percursos a explorar: Trilho da Estação, Trilho da Verdelha, Ribeira da Verdelha, Trilho do Forte da Casa, Parque Urbano da Póvoa de Santa Iria, Praia dos Pescadores, Centro de Interpretação do Ambiente e da Paisagem, Núcleo Museológico “A Póvoa e o Rio”, Trilho do Tejo e Trilho da Póvoa.

Passeio Marítimo Belém – Terreiro do Paço/Praça do Comércio Agora que a frente ribeirinha de lisboa já começa a apresentar alguma forma, já começa a valer a pena visitar uma (grande) parte da história de Lisboa. Iniciando o passeio nas imediações do passeio marítimo de Belém (por ser mais fácil encontrar estacionamento) o percurso engloba jardins, alguns dos lugares de visita obrigatória em Lisboa e imensos locais para parar,explorar, desfrutar, saborear e (não esquecer) fotografar para mais tarde recordar: Pedrouços, Forte do Bom Sucesso, Centro Cultural de Belém – CCB, Planetário Calouste Gulbenkian, Museu da Marinha, Museu Nacional de Arqueologia, Mosteiro dos Jerónimos, Jardim da Praça do Império, Jardim Botânico Tropical, Casa dos Pastéis de Belém, Padrão dos Descobrimentos, Torre de Belém, Pavillion Princess Maha Chakri, MAAT, Jardim de Belém, Palácio de Belém, Museu da Presidência da República, Jardim Afonso Albuquerque, Doca de Belém, Cordoaria Nacional, Centro de Congressos de Lisboa, Ponte 25 Abril, Doca de Santo Amaro, LX Factory, Doca de Alcântara, Museu do Oriente, Museu da Arte Antiga, Museu dos Coches, Time Out Market, Cais do Sodré, Câmara Municipal de Lisboa, Museu do Dinheiro, Arco da Rua Augusta, Museu de Lisboa, Lisbon Story Centre, Praça do Comércio/Terreiro do Paço. Impressionante Passeio a ser realizado em várias fases com sapatilhas, boné e apetite ou de bicicleta(±26 km) em ciclovia (com um pequeno percalço ainda por resolver Terreiro do Paço/Estação Santa Apolónia desde o Forte S. Bruno/Caxias (Belém, Alcântara, Terreiro do Paço, Alfama, Parque da Nações) até ao Rio Trancão/Sacavém.

Parque dos Poetas / Oeiras. Um parque que faz jus à frase de Fernando Pessoa, “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce”. Parques, praças,jardins temáticos, estátuas de poetas de expressão portuguesa representativos de diferentes épocas (poetas do século XX; dos trovadores aos poetas da renascença; dos poetas do Barroco aos poetas do Romântico e poetas internacionais da língua portuguesa) e uma vista para o rio Tejofazem deste espaço mais um local a ser (re)descoberto em diferentes visitas. Apetrechado com parques de merendas, parque polidesportivo, anfiteatro ao ar livre, parque infantil, espaços verdejantes, sombras e ummiradouro o(s) parque(s) dos Poetas oferecem excelentes condições parapassear, aprender, meditar, descansar, fazer um picnic em família.

Parque das Nações. Com imensos espaços verdes, percursos muito agradáveis para passar o tempo com a família ou fazer algum exercício físico (a pé ou de bicicleta), diversos parques infantis (Passeio do Neptuno, Praça do Tejo/MEO, Passeio dos Heróis do Mar, Quinta das Laranjeiras) este é um espaço para ser explorado com sapatilhas, água, farnel e máquina fotográfica: Passeio das Tágides, Torre Vasco da Gama, Calçada Portuguesa, escultura de ferro “o Homem-Sol”, Casino Lisboa, vulcões de água, jardim da água, o jardim das palmeiras, o pomar do mediterrâneo, o lago Ulisses, a Cascata, o jardim hidráulico, Pavilhão do Conhecimento, Marina, Jardim do Cabeço das Rôlas, MEO Arena, Estação do Oriente, Oceanário de Lisboa, Cais da Matinha.

Parque Quinta das Conchas e Lilases. Vasto espaço verde e florestal localizado no Lumiar, junto à Alameda das Linhas de Torres este(s) parque(s) têm a particularidade de tão perto da cidade, rodeado de prédios e trânsito intenso, toda esta vida citadina desaparece para dar lugar a um aprazível passeio a pé ou de bicicleta por entre um arvoredo, lago ou relvado. Composto um agradável parque infantil, uma zona de merendas e um curioso lago artificial na Quinta dos Lilases, representando as ilhas de São Tomé e Príncipe digno de conhecer e fotografar.

IMG_20170305_100415 (1)

Advertisements
%d bloggers like this: