Ken Follett – O Voo Final

Nas últimas semanas foi a Feira do Livro em Lisboa, onde comprei vários livros do meu escritor favorito, Ken Follett. O primeiro a ler foi O Voo Final, um livro cuja versão curta já tinha lido. Na verdade, este foi o segundo livro de Ken Follett que eu li, e por quase 3 anos foi o meu preferido, até começar a ler as versões completas. Agora o meu favorito, desde o momento que li, (ainda não fiz um post dedicado apenas a ele, mas recomendo vivamente) é Uma Fortuna Perigosa.

Mas continuando a falar sobre O Voo Final (capa em baixo).

Voo-Final

Este, um dos melhores livros de Ken Follett, relata uma história na II Guerra Mundial. Em 1941, os ingleses eram já os únicos a resistir aos alemães, apenas com os seus bombardeamentos, que estavam a correr bastante mal. Mas surgiu uma pista relativa à eficácia inimiga, relacionada com um país, no norte da Europa.

Conta a história de jovens dinamarqueses durante este conflito. O país deles rendeu-se num curto período de tempo, sendo que seria realmente difícil haver um movimento de resistência. Mas será este algo impossível de existir?

Neste incrível romance histórico Ken Follett prova novamente quão bom escritor ele é, com um toque de thriller e de policial. É um livro que inspira liberdade e força de vontade, quase dá vontade de pertencer, não à guerra, mas contra uma falsa sensação de paz, quando esta nos é oferecida mas no seu lugar é retirada a liberdade. E vocês, meus amigos, lutariam contra estes princípios? Pela pátria ou por amor?

DH87

 

 

Advertisements
%d bloggers like this: