Fogo que arde e se vê

fire-heart-961194_960_720Há menos de 4 meses tinha escrito sobre 5 maneiras de ajudar Portugal. Apesar de tudo, a única acção que tive foi tentar organizar uma limpeza de mata que irá acontecer em breve e limpar a praia, cada vez que lá fomos. No entanto, estamos num estado de calamidade díficil de descrever.

Mortos, feridos, hospitais evacuados, amigos que perderam casas, quintais, quintas, meios de subsistência e para quê?Não consigo perceber quem ganha com isto. Hoje no comboio alguém questionava de forma inocente: O que aconteceu ao dinheiro em Pedrógão? A minha mente conspiradora pensou logo:  Será que algum mentecapto pensou que isto lhe irá trazer dinheiro?

É muito estranho fogos deflagrarem a meio da noite e haver zonas com fogos a deflagar em sítios tão próximos mas complicados de se chegar lá. Eu sou muito zen e se me poderia passar pela cabeça que as pessoas lá deveriam ficar no meio do fogo, o lado zen que há em mim pensa, estes senhores deveriam ficar a limpar matas até ao resto dos seus dias, de modo se poderem apaixonar pelo ciclo da vida, um pouco estilo síndrome de Estocolmo.

Quando era pequena, vivi alguns anos numa quinta rodeada por um outeiro. Lembro-me pouco, mas lembro-me de uma noite em que o meu avô andou lado a lado com os bombeiros a tentar que o fogo não passasse a estrada e não consumisse a nossa casa nem a dele. Foi bem sucedido mas nos dias seguintes cheirava tudo a queimado, o que antes era verdejante e lindo, era sujo e feio.

A natureza é maravilhosa e renova-se. Na primavera seguinte, com a chuva, já se via tudo verde de novo. Os castanheiros e árvores autóctones não tinham todas morrido no fogo e mesmo queimadas, vestiram-se de folhas verdes e tudo voltou ao normal.

Seria tão bom que os seres humanos se conseguissem renovar e deixar de pensar que os incêndios podem ser uma fonte de riqueza ou de excitação. O fogo só é bonito na fogueira e, mesmo assim, nem todas. As com livros e as da Santa Inquisição também não tinham nem têm beleza nenhuma. Adoro uma boa lareira, uma boa festa de S. Martinho ou uma fogueira de S. João, todo o resto… não vale a pena.

Fica aqui um abraço virtual aos amigos que deixei mas que não estão esquecidos. Sei que estão a passar um sufoco e espero que a chuva chegue e que possam finalmente descansar de alívio. A todos os que não têm dormido, aos que não têm descansado a tentar salvar o que é de todos, aos bombeiros e cidadãos comuns que têm sido incansáveis o nosso muito obrigada!

Portugal é um país lindíssimo! Esperemos que assim continue… Quanto a nós, vamos tentar ajudar a fazer o possível para melhorar.

 

Advertisements
%d bloggers like this: