Sexta feira negra só faz sentido quando é um feriado e uma pessoa pode ir às compras sem problemas… Principalmente se, para além de tempo, a conta do banco tiver muitos zeros à direita! Atenção porque gostava muito de ter ido às compras e, admito que não resisti a comprar livros, produtos de beleza e sapatos online… Parece um cliché!

Mas a quantidade de emails que recebi foi tão, mas tão grande que se os transformasse em tijolos construía um T5. Estou ainda a aguardar mais uns poucos, porque sim, ainda estão a chegar, para planear a piscina.

E, de repente, esta black friday é um black weekend, uma black week, e bom bom seria um black month antes dos saldos. Black month de 24 de novembro a 24 de dezembro e saldos a partir de dia 26 de dezembro.

Voltando atrás, a ideia da Black Friday é interessante e, ao observarmos o que se passa nos EUA, por exemplo, vemos que se torna numa luta horrível para comprar tecnologia e afins. Acho que recebi ofertas de todos os quadrantes, comida de animais, supermercados, material de puericultura, grandes lojas, pessoas a título individual… Tudo!

Compreendo que a ideia de comprarmos sem termos tempo para pensar no que realmente precisamos e sem tempo para compararmos preços nos faça perder a cabeça e comprar de forma impulsiva. Gostava de ter tido tempo antes para organizar as listas de prendas de natal e conseguir aproveitar!

Espero para o ano ser mais organizadinha e estar preparada, de lista na mão e comprar aquilo que preciso aos preços mais interessantes!

No entanto, e não querendo ser uma ave agoirenta, aqui ficam alguns conselhos ainda válidos para o fim de semana:

“Black Friday”: Cinco cuidados a ter nas compras online

Cuidado com as “black fraudes”, nem tudo o que brilha é um bom negócio

7 cuidados para não ser enganado na Black Friday

black-friday-2901748_1920

Anúncios
Posted by:Silvia Reis

Former Higher Education Teacher, now working as a freelance translator and a full time mom...