Tão importante como respirar …

“Qual foi o momento mais divertido do dia?”, “Tens algum amigo novo?”, “Aprendeste alguma coisa nova hoje?”, “Conseguiste acabar a tua caderneta?” … estas são algumas das opções/alternativas ao rol de perguntas que fazemos aos nossos filhos ao fim de mais um dia de “trabalho”: “Como foi a escola?”, “Há trabalhos de casa”, “O que foi o almoço?”, “Tiveste algum teste?”…

Tão importante como respirar, existem pequenas atividades que, tal como o ar que não conseguimos ver a olho nu, nem nos apercebemos da sua importância na nossa relação com os mais pequenos.

Conversar – Deveria ser proibido existir uma televisão à mesa do jantar. Esta é a hora em que (finalmente) conseguimos reunir todos os elementos da casa e por a conversa em dia: o nosso dia, episódios a assinalar, as notícias que marcaram a atualidade, preocupações, o dia seguinte, …

Brincar – Os especialistas sugerem uma brincadeira diária de (no mínimo) 5 minutos. São mais de quatro e menos de seis minutos em que nos sentamos ao seu lado e lhe dedicamos a nossa total e absoluta atenção. Ao longo de todo o dia, imitam-nos, adoram-nos e ambicionam ser tal como nós quando forem grandes. A par de tudo o que fazemos e dizemos, estes escassos minutos também são fundamentais para os adultos que eles também vão ser.

Ler – Ritual sagrado antes de ir dormir. Logo a seguir ao exercício de contar carneirinhos, uma pequena história é o melhor cartão-de-visita para o João Pestana não se demorar a fechar as pesadas pestanas dos pequenos.

Criar – Desenhar; pintar; realizar jogos nas viagens; criar histórias; construir casas, pontes ou barcos de legos; visitar um museu, exposição, filme, concerto ou teatro; participar em encontros e apresentações. Existem mil e uma maneiras de expandirmos as nossas inteligências.

Tomar uma decisão – Escolher a sua roupa de acordo com o tempo que faz; saber quando responder “sim” ou “não”. Habituados a opinar e tomar uma decisão nos pequenos momentos irá prepará-los para os grandes momentos.

Criticar – Avaliar e argumentar; expor o seu ponto de vista; habituar-se não só a explicar porque não concorda como também apresentar propostas são duas “frases” que nunca deveriam andar solteiras. Ao longo de todo a nossa vida ouvimos pessoas a criticar algo, contudo somente os que criticaram de forma construtiva se valorizaram como pessoas.

Praticar uma atividade física – Sedentários, inertes, peso morto, … a par de uma boa alimentação encontra-se sempre uma prática desportiva. Pela nossa saúde, estes são momentos para libertar toxinas, socializar e para nos divertirmos.

Estar em família, tão importante como respirar.

Advertisements

2 comments

  1. Desabafos.da.Ana · · Reply

    Concordo! Criar uma criança é uma missão de grande responsabilidade. Torná-los seres independentes, equilibrados, conscientes, seguros! Gostei muito!

    Like

    1. Muito obrigada… às vezes, e falo principalmente por mim – a mãe, esqueço-me com a necessidade de ter tudo organizado, esquecendo-me do essencial que são eles.

      Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: