Esta pequena obra de Adelaide Miranda, pela Capital Books é um pequeno tesouro. Em 86 páginas, os leitores encontrarão directrizes simples para encarreirarem as suas finanças. Não faz milagres e, sem força de vontade, não contribuirá para se tornarem milionários. Pode, no entanto, ser a chave da mudança que procuram.

É esta força de vontade que Adelaide Miranda pretende agarrar e dar ânimo para que não se desista e se tente novamente e novamente até, primeiramente, se ter casa, carro e meios para poupar. Sem palavras complicadas nem desafios impraticáveis, este pequeno guia pode ser o agente da mudança.

A  palavra de ordem é sempre Poupar. Tirar logo para nós, o que nos é devido e só com o que sobra poderemos avançar para sonhos mais altos. A autora dá-nos 10 dicas para começarmos a poupar e ensina algo imprescindível: como fazer uma folha de orçamento.

Só controlando o que entra e, acima de tudo, quanto sai, podemos ser donos de nós próprios e da nossa riqueza. Também temos direito a mimos mas, mesmo esses, têm de ser controlados.

É um livro que se adequa a todas as idades, para quem nunca começou a poupar ou para quem está a dar os seus primeiros passos no caminho da autonomia financeira. Depois de o ler, vou passar ao meu adolescente e, de seguida, ao N. que é o nosso Tio Patinhas. Desde pequeno que ele poupa para comprar tudo aquilo que sabe que nós não iríamos oferecer-lhe e tem um gosto enorme em fazê-lo. Este livro vai ajuda-lo a organizar-se ainda melhor. De qualquer modo, parece-me a prenda ideal para qualquer jovem, principalmente com uma nota a servir de marcador, para dar o mote da poupança!

 

Design sem nome (8)

Anúncios
Posted by:Silvia Reis

Former Higher Education Teacher, now working as a freelance translator and a full time mom...