Experiências Responsáveis em Viagem – Wanderlust

Wanderlust

Hoje vamos falar sobre a The Wanderlust, uma agência de viagens com preocupações especiais. Sabemos como o turismo é importante para a economia mundial, mas, muitas vezes, a preocupação é apenas o lucro. Se quiserem conhecer melhor a The Wanderlust e as suas ofertas, visitem o site e sigam-nos no facebook e no instagram.


A The Wanderlust é uma agência de viagens de aventura, em que o ponto central é a sustentabilidade. Os viajantes são levados a envolverem-se com os destinos de viagem, protegendo e respeitando as suas comunidades, culturas, tradições e ambiente, tornando assim a experiência mais
enriquecedora e gratificante.

Na hora de desenhar as viagens, o bem-estar animal é uma preocupação constante, graças às políticas de responsabilidade e sustentabilidade da The Wanderlust. Nesse sentido, todas as observações de vida selvagem são feitas no seu habitat natural, sem qualquer tipo de interação e devidamente acompanhados por guias que garantem não só ver o animal, mas também aprender sobre o mesmo e os problemas envolvidos na sua conservação.
Como exemplo, destacam-se as viagens à Indonésia, onde a observação de
orangotangos na selva de Bornéu e Dragões de Komodo no Parque Nacional com o mesmo nome é garantida. Já no Equador, mais propriamente nas ilhas Galápagos, os viajantes são convidados a “conviver” com leões-marinhos, tartarugas gigantes, iguanas marinhas, entre outros.

“Sabemos que a procura de interação com vida selvagem é o ponto alto de muitas férias. Existem imensos viajantes, desinformados, que têm como objetivo nadar com golfinhos, afagar um tigre ou mesmo fazer um passeio de elefante. Contudo, na realidade, por uma hora de entretenimento, estão a contribuir para uma vida de angústia e infelicidade dos animais envolvidos.” relata Miriam Augusto, fundadora da agência.

Numa tentativa de contribuir para a conservação das espécies e bem-estar animal nos países por onde viaja, dentro do projecto filantrópico Wander for Good, a agência doa 10% do lucro das viagens para organizações locais. Destacam-se as viagens para o Nepal e Tailândia, apoiando instituições que salvam elefantes das garras do turismo abusador e os mantêm em santuários onde podem finalmente descansar, sem que sejam forçados aos famosos passeios e banhos dados por turistas.

“O turismo de vida selvagem é um grande negócio e a maior parte dos seus
operadores pensam nos lucros antes do bem-estar dos animais. Nesse sentido, é preponderante o viajante ser pró-activo e fazer a sua pesquisa antes de contratar qualquer agência que promova actividades de interação com a vida animal.” aconselha Miriam a todos os que procuram umas férias mais dinâmicas.


Se quiserem, podem ler mais artigos sobre sustentabilidade, neste link!

Agradecemos as fotografias de tartarugas e orangotangos ao líder de viagens, Luís Ferreira e dos elefantes ao Elephant Nature Park.

Qual a vossa opinião?

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d bloggers like this: