Liberdade, Covid, e agora? O que fazemos?

agora

Terminou o estado de emergência! E agora? Ainda há um vírus altamente contagioso por aí! Que fazemos agora? Tenho muito receio pelo que se está a passar… Serei a única?

Não saímos há quase 55 dias… Eu saí, uma vez, para uma consulta. O pai tem saído para as compras e tem que ir à escola, uma vez por semana, para acompanhar uma criança. Os nossos filhos não saíram ainda! São uns verdadeiros heróis!

Adaptaram-se a esta nova realidade, às aulas, à falta dos amigos, a uma vida dentro de quatro paredes e percebem a necessidade. Aliás, queremos começar a sair, a fazer pequenos passeios para fazer exercício e sinto que eles têm receio de o fazer.

Chegando à varanda, vejo lá fora, uma multidão comparando com o que observei nas últimas semanas. Muitas pessoas, sem máscara, aproximam-se dos outros, sem máscara… Isso faz-me recear o pior.

Eu quero muito ir à rua. Quero que todos vão à rua! Quero que vão protegidos! Quero que não vão todos para o mesmo sítio! Quero que sintam que, se há muita gente, o seguro é vir para trás.

Quero que se respeite o direito ao espaço do outro… Não quero ser mal-educada, mas não quero ninguém, para já, perto de mim. Quero que a minha liberdade comece onde termina a do outro, literal e espacialmente!

Encontros com muitas pessoas, festas grandes que descambam, saídas desnecessárias, a falta de protecção são desnecessárias. Já passou uma parte, mas ainda não passou tudo!

Apetece-me dizer: Não sejam Bolsonaros! Não sejam Trumps! Usufruam da liberdade ganha graças a estes 50 dias de quarentena. Não deitem tudo a perder! Vamos às compras, vamos à cabeleireira, vamos a todo o lado… Com muito jeitinho!

Vai ficar tudo bem, mas não é bem, bem agora… Falta algum tempo! Vamos aproveitar para ir lá fora, respirar bem fundo, mesmo que seja com máscara!

Se já sobrevivemos à quarentena em família, não é agora que vamos desistir. Toca a sair de casa, com os filhos. Levem as bicicletas, as trotinetas, o cesto de piquenique, a manta gigante e usufruam desta liberdade merecida! E depois, casa e banhoca!

One comment on “Liberdade, Covid, e agora? O que fazemos?

  • Ana Paula Sobral Cardoso , Direct link to comment

    Por aqui estamos a fazer a mesma vida de sempre. Sair para ir onde é mesmo necessário: compras, CTT, banco… Como não pertenço a nehum grupo de risco aproveitei para ajudar outras pessoas. Com cuidado e com jeitinho e agora com uso de máscara sempre! 🙂 Mas sim, estou desejosa de dar um passeio ou ir à praia 😀

Qual a vossa opinião?

%d bloggers like this: