O ano em que o mundo gelou em junho

Ao escrever estas palavras, tenho um marido de cama com febre e uma constipação galopante. Já todos estivemos doentes, em junho, cá em casa. É difícil encontrar o lado bom, quando em junho levantamos a persiana e está frio e a chover no mês em que devia chegar o verão. Por vezes, no meio deste…

Ler Mais

Procurar a voz perdida

Quando somos mães, ou nos transformamos em mães, ouvimos várias vezes: Não nos podemos esquecer de nos mimarmos! É uma grande verdade! Olhar para nós e tirarmos um tempo para fazermos algo que nos dá prazer, pode ser algo tão simples como ler um livro, fechar os olhos e ouvir as músicas das nossas vidas…

Ler Mais

41, e agora?

No ano passado, refleti um pouco sobre como seriam os meus 40. Não mudou muito de um ano para o outro… Mais um ou dois cabelos brancos, os kilos diminuíram ligeiramente mas as marcas de expressão aumentaram. Quem me manda rir com os olhos? Os 41 são, por outro lado, uma marca muito importante dos meus…

Ler Mais

Não digam isto a uma futura Mamã!

A maternidade é algo maravilhoso e, quando nos aproximamos de uma futura mamã, por vezes, ficamos com o espírito toldado de tanta maravilha junta! Mas isso não significa que possamos dizer barbaridades, seguidas por: – Mas não te preocupes, contigo vai correr tudo bem! Em primeiro lugar, não tocar na barriga sem autorização. Parece que…

Ler Mais

A Simpatia dos Serviços

Somos o melhor país que existe para os turistas. Concordo! Portugal é, sem dúvida, maravilhoso. Tem boas praias, belíssimas cidades e natureza maravilhosa e diversa de norte a sul do país. Somos extremamente simpáticos para quem nos visita mas, felizmente, os turistas raramente têm de ser atendidos pelos vários serviços. No espaço de dois dias…

Ler Mais

Quanto tempo demoramos a matar um morto?

Quando parte alguém, demoramos sempre algum tempo a aceitar a sua morte mas será que aceitamos mesmo? Quanto tempo demoramos a matar o morto? Há 5 fases cuja duração depende de pessoa para pessoa. A negação surge primeiro quando nos negamos a acreditar no sucedido. Seguidamente, surge a raiva, tudo nos parece uma injustiça, porquê a mim?,…

Ler Mais