Mãe de Rapazes no verão – A Mamã é que Sabe

Mãe de Rapazes

Ser mãe de rapazes é diferente de ser mãe de meninas, dizem. Não posso comparar. No entanto, quando vou a casa de amigas com filhas ou casalinhos, o ambiente costuma ter menos testosterona.

Atenção, os meus filhos são fofos e até se portam bem (na maioria das vezes, como todos nós). No entanto, há momentos em que precisam de esticar as pernas ou então o nosso sofá vira Monte Evereste com uma pinta de barco de piratas.

Por isso, quando começam as férias de verão, é necessário ter sempre um programa ativo. E, como estamos a poucos dias do número 3 entrar de férias, já tenho que começar a organizar a vida de outra maneira.

Em primeiro lugar, sou avessa a que passem os dias agarrados a ecrãs. Sim, não sou uma mãe que os proíbe de jogar e ver tv. No entanto, é necessário ter calma e guardar esses momentos para quando precisamos de momentos descansados, em casa.

Depois do almoço, ao fim do dia, é uma opção. Mais do que 3 ou 4 horas de ecrã diário é que é um pouco demais. Normalmente, quando há excesso de ecrã, há pernas irrequietas a começar de incomodar o irmão do lado. É isso que tentamos sempre evitar.

Por isso, o programa de verão contempla sempre atividades desportivas. Caminhadas, idas ao parque, corridas, bicicletas ou trotinetes não podem faltar. A praia, piscina ou praia fluvial é sempre obrigatório, dentro dos horários permitidos.

Livros, jogos para puxar pela cabeça e não só, legos e puzzles ajudam a passar o tempo. Quando são pequenos há sempre algum trabalho de casa para irem fazendo. Consideramos que é positivo, desde que não seja demais. A verdade é que 3 meses de férias sem relembrar a matéria pode ser menos positivo. E, cada vez mais, há livros de atividades muito giros.

Depois, há que respeitar o tempo pessoal e os gostos de cada um. São três, somos cinco e cada um tem as suas preferências. Há que ter e dar liberdade para cada um ser, fazer o que gosta. Enfim, ser mãe de rapazes no verão implica um excelente jogo de cintura e muita atividade fora de casa… Mas, se calhar, não será muito diferente das mães de meninas e casalinhos. A maior diferença será nas lutas no sofá. Concordam ou nem por isso?

Vejam lá se bate certo com a vossa experiência nestes 22 sinais que temos rapazes. Quem mais é mãe de rapazes? Quais são as vossas dicas?

Follow my blog with Bloglovin

Qual a vossa opinião?

%d bloggers like this: